Votos contra e a favor das florestas

Foto: Divulgação - Floresta Faz a Diferença
Foto: Divulgação - Floresta Faz a Diferença

Passadas as eleições municipais no Brasil, a campanha “Não Vote em quem Votou Contra as Florestas”, da iniciativa Floresta Faz a Diferença, apresentou um balanço de suas atividades. Ao todo, 75% dos candidatos “cartão vermelho” que disputavam o cargo de prefeito não foram eleitos. Entre os candidatos “cartão amarelo”, a maioria – 62% – também perdeu o pleito municipal.

A campanha começou há dois meses para chamar a atenção da população sobre como os  candidatos a prefeitura estavam se posicionando sobre a votação do Novo Código Florestal.

O objetivo da iniciativa foi ser um guia de votação para eleitores que buscam candidatos a favor do meio ambiente. Assim, receberam cartão vermelho deputados federais que votaram contra dispositivos de proteção no texto do código duas vezes na Câmara. Ganharam cartão amarelo aqueles que votaram apenas uma vez contra as florestas. Receberam cartões verdes os que não votaram nenhuma vez contra as florestas.

Durante a campanha eleitoral, um mapa do Brasil on-line mostrava a situação dos candidatos. Agora apresenta os eleitos e não eleitos segundo seus status na votação do trâmite do Código Florestal.

Deixe uma resposta