ÚLTIMA – À queima-roupa

Lembram-se das bonecas de papel que a gente, quando menina, adorava recortar, vestir, encher de vida? Bonecas é o livro-objeto em que o jornalista Duda Fonseca estreia como autor de poemas e vem inaugurar a versão brasileira da editora Mínimas, de Barcelona, capitaneada aqui por Maria Lutterbach e Iván Larraguibel.

O jornalista Duda imprime um choque de 
realidade à inocência infantil. Em vez de sorridente e com bochechas rosadas, a boneca magrela assume
 12 figurinos trágicos, melancólicos ou por vezes irônicos, em pleno reflexo do mal-estar da civilização contemporânea. Ana Vilar ilustra a obra utilizando roupinhas confeccionadas com retalhos do baú da avó.

Diante da onda digital que tenta arrebatar o mercado editorial, a Mínimas até que surfa em book trailers, mas aqui o digital ganha mesmo toda a dimensão das mãos. São obras tácteis, artesanais, colecionáveis, quase que únicas, feitas para cortar, cheirar, pendurar na parede – ou simplesmente brincar de boneca.

Se o e-book dominará a cena, o livro de papel só sobreviverá ser for lindo e diferenciado, acreditam os editores. Bonecas é lançado neste mês em edição limitada como a vida é: 470 livros numerados a R$ 30 cada; além de 30 com capa em tecido, as chamadas edições-fetiche, por R$ 60. Mais informações em editoraminimas.com.

Deixe uma resposta