Cresce a ajuda verde na OCDE

A ajuda internacional para financiar a transição dos países em desenvolvimento para o crescimento verde tende a aumentar substancialmente ao longo desta década, segundo análise da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Desde 2006, mais do que duplicou o envio de recursos relacionados a meio ambiente e mudança climática pelos membros do Comitê de Assistência ao Desenvolvimento (DAC, sigla em inglês para Development Assistance Committee).

Em 2010 e 2011, os compromissos bilaterais firmados pelos membros do DAC com países em desenvolvimento chegou a US$ 17 bilhões – a maior parte disso, quase US$ 12 bilhões, direcionada à adaptação e à mitigação da mudança climática. Os números dão esperança de que se possa chegar aos US$ 100 bilhões até 2020, prometidos pelo países industrializados no Acordo de Cancún da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). O DAC é composto pelo 26 países da OCDE que mais doam recursos para o desenvolvimento e o combate à pobreza. A análise faz parte do relatório Putting Green Growth at the Heart of Development, disponível aqui.

Leia mais sobre Economia Verde:
A exploração crescente do gás de shale põe em xeque a expansão das fontes renováveis, em “Revolução às avessas”
Experiência no Rio de Janeiro mostra que é possível produzir com menos agrotóxicos, em “Sem medo de levar tomate”

Deixe uma resposta