Mais vidas nas ruas

A Times Square antes e depois de ser fechada para pedestres e ciclistas (DOT - NY)
A Times Square antes e depois de ser fechada para pedestres e ciclistas (DOT – NYC)

Tornar as ruas da cidade mais agradáveis e seguras para as pessoas por meio de medidas simples e baratas. A secretária de Transportes da cidade de Nova York, Janette Sadik-Khan, conseguiu essa proeza e quer replicar sua experiência pelo mundo. Para reforçar a tarefa, ela conta com o guia Urban Street Design Guide, que compila experiências de várias cidades americanas e apresenta padrões inovadores de desenho de vias e equipamentos públicos. A Associação Nacional de Oficiais de Transporte Urbano (Nacto), coalizão de departamentos de transporte público dos Estados Unidos presidida por Janette, assina a publicação.

O guia registra a tendência de transformar o espaço urbano priorizando pessoas. “Publicações como essa já estão mudando o jogo e afastando um viés de projetos rodoviários, que simplesmente não atendiam às necessidades complexas das cidades”, declara a secretária. Durante seminário na Câmara Municipal de São Paulo, Janette compartilhou algumas das ideias que transformaram Manhattan. Usando materiais simples, como tinta e cones, a prefeitura aumentou o espaço das calçadas, diminuiu a velocidade máxima das vias e tornou os cruzamentos mais amigáveis aos pedestres. Os ônibus e bicicletas também ganharam mais faixas de rolamento, priorizando a mobilidade humana em detrimento do transporte motorizado individual.

Investir na beleza e funcionalidade dos equipamentos, como pontos de ônibus e bancos de praça, também faz parte do pacote de transformações. Janette apresentou o exemplo de um concurso de design de suportes de bicicleta públicos, uma das iniciativas para aumentar o apelo da bicicleta. A iniciativa tanto deu certo que, desde que a secretária assumiu, em 2007, o número de ciclistas dobrou. As demais mudanças não tardaram a dar resultados – conforme as vias eram remodeladas, nova-iorquinos passaram a ocupar mais o espaço público, o que refletiu inclusive no aquecimento do comércio de rua. Os resultados do Plano de Ruas Sustentáveis de Nova York podem ser encontrados em relatórios, disponíveis aqui.

Deixe uma resposta