Empresas em ação

Saiba o que algumas multinacionais já estão fazendo em iniciativas ligadas à adaptação à mudança climática

IBM CIDADE ALERTA

A IBM desenvolveu um sistema com dados topográficos, meteorológicos e históricos de várias regiões da cidade do Rio de Janeiro que monitora o clima e, a cada 12 horas, faz previsões para as 48 horas seguintes. O sistema Pmar (Previsão Meteorológica de Alta Resolução) opera no Centro de Operações do Rio desde dezembro de 2010. Com ele, a tela do Centro muda de cor segundo a intensidade da tempestade que se aproxima: verde (risco zero), amarelo (atenção), vermelho (alerta) ou preto (alerta máximo). Dependendo da situação, são enviados alertas para órgãos públicos e líderes de comunidades em áreas de risco.

MONSANTO SEMENTE DA SECA

Ciente das secas vividas por produtores do Oeste dos Estados Unidos, a empresa de biotecnologia desenvolveu, em parceria com a Basf, a primeira semente híbrida de milho resistente a estresse hídrico, fruto da combinação de variedades de milho convencional resistentes à seca com genes também tolerantes à falta de água. A variedade desenvolve raízes que chegam a uma faixa do solo entre 30 e 80 polegadas (o equivalente a 76,2 e 203,2 centímetros) de profundidade, onde há mais água e nutrientes. A planta também absorve menos água em épocas mais secas.

BASF DIFERENÇA INVISÍVEL


A Basf comercializa um tipo de polímero, o Elastocoast, para aplicação em diques e quebra-mares – obras feitas a fim de evitar o avanço do mar ou de rios sobre áreas costeiras. O polímero aglutina grandes pedras, formando o revestimento aplicado sobre os diques. Por deixar brechas entre as rochas, o produto ajuda a diminuir o impacto das ondas sobre a obra – em comparação ao verificado com o uso de materiais convencionais como concreto – e as chances de a água avançar sobre a zona terrestre.

SIEMENS LIMPEZA DA ÁGUA

Há mais de cinco anos, a Siemens desenvolveu um sistema móvel de tratamento de água indicado para situações de catástrofe, quando
o acesso à água limpa torna-se difícil. O SkyHydrant é dotado de um pequeno tubo que bombeia água do subsolo e faz o líquido passar por 20 mil fibras ultrafinas, liberando água potável. O produto é capaz de fornecer cerca de 700 litros por hora e tem um custo anual baixo, em torno de 20 centavos de euro por pessoa. Mais de 900 unidades estão em operação em 42 países.

NOKIA CONSULTORIA VIA SMS

A Nokia também criou um produto de baixo custo para contornar as adversidades do clima: um sistema que abastece pequenos agricultores, por meio de mensagens de celular, com previsões do tempo, preços de produtos e técnicas agrícolas, de acordo com a região onde o produtor vive. A ferramenta está disponível na Índia, Indonésia, Nigéria e China, ao custo de 1 euro por mês. Para oferecer dados úteis, a Nokia fez parcerias com agências de meteorologia, órgãos de governo e empresas de cada país. Mais de 9 milhões de pessoas já usam o serviço.

(FONTES: EMPRESAS, UNFCCC, PACTO GLOBAL)

Leia mais  na edição 74 sobre Adaptação

Deixe uma resposta