Uma causa para chamar de sua

Procurando um propósito para engajar a sua organização? A Cause, empresa que conecta marcas a ações transformadoras, selecionou 37 tendências que deverão pautar a agenda socioambiental em 2019. Elas estão listadas no guia Causas para Observar em 2019, disponível para download.

As causas foram dividas em cinco grandes blocos temáticos. Cada tema aparece em perspectiva com o contexto nacional e global e são apontadas as personalidades que deverão liderar a respectiva temática no Brasil e no mundo ao longo do ano – são mais de 140 nomes nos quais se deve prestar atenção.

Manifestações Culturais – As artes, afirma o relatório, são a grande via de expressão de causas sociais e, em 2019, será preciso evitar retrocessos para que suas provocações cheguem a mais gente. São sugeridos movimentos pela liberdade de expressão artística, preservação do patrimônio histórico, apoio à leitura e representatividade racial nas artes.

Saúde – Segundo a Cause, passado e futuro se misturam nas causas que vão movimentar a saúde em 2009. “Uma prova de que velhos problemas podem voltar e de que novos dilemas deverão ganhar força à medida que a ciência avança”. O relatório aponta como os temas do ano o uso medicinal da maconha, a bioética, a prevenção de Aids entre os jovens, a imunização infantil e a saúde mental.

Tecnologia – Em 2019, o avanço tecnológico estará no centro dos debates sobre ética, questões regulatórias e aplicações de impacto social. Os temas que estão no radar são mobilidade autônoma, regulamentação da inteligência artificial, acesso à internet, e proteção de dados.

Grupos Identitários – Alguns estão precisando de visibilidade; outros de proteção. Podem ser abraçados movimentos de visibilidade trans, ações afirmativas para combater o racismo, valorização da cultura indígena, e combate ao feminicídio.

Meio Ambiente – Os desafios de escala global que se intensificam e o descaso em relação a problemas locais são um convite à maior participação em movimentos ambientalistas. A Cause sugere o combate à mudança climática, à poluição dos oceanos e ao desmatamento, a conservação de espécies, e a prevenção de desastres socioambientais.

Panorama Nacional – A expectativa por reformas estruturais, a volta de ameaças do passado e o agravamento da crise na Venezuela trazem novos desafios ao País. Para fazer frente a esse contexto, a organização sugere movimentos nas temáticas de crise migratória, combate ao assédio, redução da desigualdade, segurança pública, combate à corrupção e reforma da Previdência.

Panorama Global – A onda de nacionalismo que ganha força, somada à guerra de informações falsas que enfraquece a liberdade de expressão, sugerem temas como: crise de refugiados, multilateralismo, liberdade de imprensa, fortalecimento da democracia e combate às fake news.