TicTacTicTac considera crime postergar decisões esperadas para Copenhague

Símbolo da campanha TicTacTicTac
Símbolo da campanha TicTacTicTac

Adiar para 2010 decisões que deveriam pautar a Conferência Global do Clima, que acontece em Copenhague em dezembro, é um crime, considera a Campanha TicTacTicTac.

A aliança, composta por organizações não-governamentais e grupos de diferentes partes do mundo, considera que a posição de países como Estados Unidos e China, de adiar decisões consideradas mais importantes para a COP de 2010, como sendo “imoral e politicamente inaceitável, além de mostrar o total descaso com que as questões climáticas estão sendo tratadas.”

Leia abaixo o manifesto na íntegra.

Postergar decisões da CoP-15 é um ato criminoso

A campanha TicTacTicTac vêm a publico expressar sua indignação em relação às ultimas declarações de países como os Estados Unidos, México e China de adiar para 2010 as decisões previstas para a Conferencia do Clima (CoP-15) em dezembro em Copenhague, Dinamarca.

Tal postura neste momento é imoral e politicamente inaceitável além de mostrar o total descaso com que as questões climáticas estão sendo tratadas nas esferas responsáveis pelas mudanças que se impõem atualmente.

Há dois anos, numa conferência em Bali, na Indonésia (CoP-13) , foi decidido que a CoP-15 seria o prazo final para definir um pacto climático, com decisões legalmente vinculantes dos compromissos de redução de gases de efeito estufa nos países industrializados.  Já os diálogos políticos para uma nova etapa do acordo global foram iniciados na CoP-11 em Montreal, 2005.  Isso porque o Protocolo de Quioto determinava que as negociações deveriam começar 7 anos antes do primeiro periodo de compromisso de redução de gases do efeito estufa.  “Tivemos pelo menos 4 anos para conversar.  Copenhague é para tomar as decisões de validade jurídica e não de meras declarações políticas”, afirma Rubens Harry Born, do Instituto Vitae Civilis e conselheiro da Campanha TicTacTicTac.

Os atrasos nas negociações implicam, tacitamente, na ampliação do número de vitimas humanas, de eventos extremos e graves impactos sócioeconômicos.  Ao adiar a assinatura de acordos legalmente vinculantes, estes países deverão ser responsabilizados por mortes e outras conseqüências desta decisão.

Cabe agora ao governo brasileiro – que poucos dias antes mudou de postura e apresentou objetivos quantificáveis para limitar o crescimento e eventualmente reduzir as emissões brasileiras – elevar o tom de suas cobranças no plano internacional, aliando-se a outros relevantes países que ainda lutam por acordos legalmente vinculantes (medida do sucesso em Copenhague) fazendo valer a credibilidade que ganhou com sua iniciativa.

Mas, para dar consistência a esta credibilidade, é fundamental que presidente Lula e sua equipe ajam também aqui no Brasil, consolidando os compromissos assumidos por meio da necessária legislação e das políticas públicas correspondentes.  A situação é séria, e não admite discursos vazios nem jogos de cena.

4 comentários em “TicTacTicTac considera crime postergar decisões esperadas para Copenhague

  • 20 de novembro de 2009 a 08:10
    Permalink

    Para nós que participamos dessa campanha durante tanto tempo e acreditamos que ‘a hora é agora!’ essa postura de tentar de certa forma barrar ou descredibilizar a COP-15 é um ato injusto,imoral e com consequencias terríveis para o planeta e para as negociações previstas em torno da questão.Paises que eram para dar exemplos,tomam atitudes como essa sem pensar nas gerações futuras.Atos como esse me lembram o nazismo e suas crueldades,agora com níveis globais e possível extinção da raça humana! =/

  • 21 de novembro de 2009 a 20:53
    Permalink

    Fico admirado como ainda há um número tão elevado de pessoas que ainda acreditam que a COP15 fará com que as coisas mudem… realmente mudem.
    A população dos ditos Países Industrializados nem sequer sabe quais as restrições que são necessárias para se atingir estas metas de que se fala para COP15, metas essas insuficientes para realmente fazerem efeito.
    E se algum dia soubessem, muitos eram contra, pois teriam que mudar hábitos e formas de viver a que estão habituados e que teriam de desaparecer, pura e simplesmente.
    A verdade é que será a Natureza a fazer-nos ver o nosso verdadeiro lugar neste Planeta… e isto, claro está, vai ser deveras doloroso…
    Por mim COP15 é sinónimo de fiasco!

  • 21 de novembro de 2009 a 20:54
    Permalink

    Fico admirado como ainda há um número tão elevado de pessoas que ainda acreditam que a COP15 fará com que as coisas mudem… realmente mudem.
    A população dos ditos Países Industrializados nem sequer sabe quais as restrições que são necessárias para se atingir estas metas de que se fala para COP15, metas essas insuficientes para realmente fazerem efeito.
    E se algum dia soubessem, muitos eram contra, pois teriam que mudar hábitos e formas de viver a que estão habituados e que teriam de desaparecer, pura e simplesmente.
    A verdade é que será a Natureza a fazer-nos ver o nosso verdadeiro lugar neste Planeta… e isto, claro está, vai ser deveras doloroso…
    Para mim COP15 é sinónimo de fiasco!

    • 17 de dezembro de 2009 a 15:07
      Permalink

      Melhor lutarmos agora para que haja uma possível melhora do que esperarmos situações piores nos fazerem abrir os olhos .
      Sem esperança o que nos restará ? Acho melhor nos consiêntizarmos e não dar bola para blasfêmias !

Deixe uma resposta