O PIB dos pobres – e dos ricos

Durante a COP 10, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente apresentou uma forma de calcular o valor dos serviços prestados pela natureza.

O estudo indica que só os insetos prestam um serviço avaliado em US$ 210 bilhões por ano.  O ambiente marinho com corais proporciona, por exemplo, US$ 172 bilhões anuais.  O levantamento informa que cerca de 30 milhões de pessoas dependem diretamente de recursos vindos dos corais para viver.

Os danos ao capital natural, incluindo florestas, mangues e oceanos, chegam a US$ 4,5 bilhões por ano.  O relatório A Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade (Teeb, na sigla em inglês) revela que a perda de biodiversidade custa cerca de US$ 5 trilhões anuais.

Os ecossistemas representam entre 47% e 89% do chamado “PIB dos pobres”, de onde as populações agrícolas e ribeirinhas retiram seus alimentos e matéria-prima para ter condições de sobrevivência.

Deixe uma resposta