ANTENA

Atividades mapeadas
Nesta nova seção destinada a informar o público sobre as ações do GVces, listamos os principais temas que o centro de estudos desenvolverá e aprofundará em 2014, antecipando-se às demandas da sociedade

 

(Imagem: Global Water Partnership/ Flickr)
(Imagem: Global Water Partnership/ Flickr)

EXTERNALIDADES E TRIBUTAÇÃO

Uma indústria que despeja água com dejetos químicos em um rio à sua volta é apenas um exemplo das chamadas “externalidades negativas”, em que o passivo socioambiental que a empresa gera em seus processos produtivos acaba sendo pago pela sociedade como um todo.

Ponto crucial da sustentabilidade, a redução das externalidades é chave também para aumentar a competitividade da economia brasileira. Em 2014, o assunto ganhará maior importância como critério de seleção para compras públicas e privadas, inclusive no âmbito do comércio internacional. E, ao promover a Avaliação do Ciclo de Vida de produtos (ACV), o GVces pretende contribuir para o mapeamento e cálculo das externalidades.

Uma maneira de reduzi-las é lançar mão de instrumentos fiscais que punam a chamada economia marrom e premiem a economia verde e inclusiva, desde a taxação sobre produtos e atividades (como imposto sobre emissões de carbono) até uma reforma na política tributária.

O estudo Política Fiscal Verde no Brasil sintetiza o conhecimento do GVces e traz propostas concretas sobre o assunto. Como participante do Grupo de Trabalho de Política Tributária e Sustentabilidade, criado pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal, nos próximos meses de 2014, o GVces atuará ao lado de outras organizações para que essas e outras propostas sejam incorporadas nas plataformas eleitorais e nas agendas dos atores públicos e privados.


SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS

O tema ganha relevância no cenário internacional e será destaque na Convenção da Diversidade Biológica de novembro, em Seul. A iniciativa Tendências em Serviços Ecossistêmicos (TeSE) desenvolve, com empresas, ferramentas para quantificação e valoração econômica de serviços ecossistêmicos. Esses serviços são os benefícios gerados pela natureza que, juntamente com os recursos naturais, constituem o chamado capital natural. Exemplos: a fertilidade do solo (por beneficiar a agricultura), a qualidade das águas e a polinização das abelhas. Atividades econômicas devem levar em conta esses serviços, já que deles dependem e sobre eles impactam. Valorá-los em termos financeiros, portanto, ajuda a dimensionar a sua relevância.


DIREITOS HUMANOS A CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Um país que recebe eventos esportivos ou levanta obras de infraestrutura deve encarar as transformações que esses megaempreendimentos causam, especialmente em regiões com fraca presença do Estado. Nesse contexto, há um grupo especialmente vulnerável: crianças e adolescentes. O GVces, a Childhood Brasil e o Grupo de Pesquisa sobre Direitos Humanos e Empresas da Escola de Direito da FGV, juntos, discutem a questão das crianças e jovens em locais com grandes obras e outros empreendimentos. Em 2013, construíram diretrizes empresariais de geração de valor a partir da proteção integral desse grupo. E, em 2014, trabalharão com a implementação dessas diretrizes pelo setor privado e da articulação no âmbito de políticas públicas.


SINTONIZANDO

COMPRAS NA COPA
Juntamente com o Pnuma e o Ministério do Meio Ambiente, o GVces tem um projeto para publicar estudo sobre a inserção de sustentabilidade em grandes eventos. Com isso, espera deixar um legado para o Brasil no tema.

ADAPTAÇÃO CLIMÁTICA
Serão publicados estudos e promovidas oficinas de capacitação para subsidiar o planejamento nacional no tema. Com o programa Sustentabilidade Global, o GVces abordará o assunto com o setor empresarial, e, com o programa Política e Economia Ambiental, terá uma oficina com o setor industrial no âmbito de uma iniciativa conjunta da Confederação Nacional da Indústria e ministérios federais.

FINANÇAS SOCIAIS
O GVces foi convidado pelo Instituto de Cidadania Empresarial a cooperar com um grupo de trabalho que apoiará uma Força-Tarefa para as Finanças Sociais (FTFS). Espera-se que, a partir de seu lançamento este ano, a FTFS aumente os recursos para esses campos emergentes.

INOVAÇÃO
Serão organizadas atividades para identificar experiências inovadoras em desenvolvimento local alinhado com sustentabilidade e atenção na economia local. Em seguida, o GVces proporcionará a interação com as empresas integrantes das Iniciativas Empresariais.

Deixe uma resposta